Configurações de Roteamento de portas e NAT [Manual]

DominioTXT - Internet
Configurações de Roteamento de portas e NAT.
 

Bem vindos ao Blog DomínioTXT.

É tão comum hoje nos depararmos com o sistema de roteamento de rede, que quando ouvimos falar sobre este assunto, é possível que todos da área da Tecnologia da Informação tenham cada um a sua opinião e métodos favoritos de trabalhar com este tipo de processo.

Porem para leigos isso pode soar como uma “Lingua” desconhecida, e é este o nosso assunto de hoje, pois vamos falar sobre Roteamento de portas de rede.
 



Primeiramente vamos intender o que NAT.

A sigla NAT faz referencia a um protocolo de Internet que vem do inglês “Network Address Translation” e que consiste basicamente em fazer uma interpretação de endereços IP e Portas de uma LAN, para uma rede WAN.

Este protocolo surgiu devido a necessidade das redes privadas se comunicarem com a Internet, efetuando envio e recebimento de pacotes validos, já que é sabido que na WAN os números IPS pertencentes a rede privada (10.0.0.0/8, 172.16.0.0/12 e 192.168.0.0/16) não podem ser roteados.

Como solução foi adotado o protocolo de NAT, que consiste em um mapeamento do numero de IP e das Portas de uma estação local. Este por sua vez, utiliza estes dois números para gerar uma chave de 16bits, usada na tabela Hash para enviar e receber pacotes utilizando o IP global do seu Gateway como uma mascara para os computadores da rede local.



DominioTXT - Roteamento1


Simplificando, o NAT é o protocolo responsável por interligar uma rede domestica ou empresarial, a toda a rede Mundial de computadores, onde a mesma opera efetuando apontamentos dos pacotes de um determinado endereço IP para o seu respectivo endereço e porta na rede mundial, tornando assim possível a conexão de dois computadores a Internet por um mesmo Link.

O mesmo possui algumas limitações quanto a sua utilização, como por exemplo a necessidade de apenas trabalhar com os protocolos TCP e UDP, logo não é possível estabelecer uma conexão que não opere com estes protocolos.

Outro ponto negativo seria a própria solução adotada, a chave de 16bits, pois a mesma faz com que se possa estabelecer apenas 65535 conexões ativas, algo que dependendo do tamanho da sua LAN pode ser facilmente alcançado, tornando novas conexões impossíveis.

Como configurar um roteamento de porta.


No exemplo abaixo usaremos as portas configuradas no nosso “VNC-Reverso” que são foram definidas na TAG Host e que trabalha com a porta 5500, porem como possuímos dois usuários trabalhando com a mesma aplicação, tivemos que efetuar o Roteamento da Porta 5501 para a porta padrão da aplicação.



DominioTXT - Roteamento2


Imagem

Na imagem anterior, que tem como base um Modem que possuo, eu efetuei o roteamento da porta 5500 que entra no meu modem através da rede WAN, para a própria porta 5500 do computador do técnico Fulano, sendo esta estação de IP estático 10.1.1.5.

Porem como eu tenho uma mesma aplicação que usa a porta 5500 eu tive que alterar para que o Técnico Ciclano trabalhe com a porta 5501, evitando desta maneira que uma conexão derrube a outra.

Neste caso foi efetuado o apontamento da porta de entrada 5501 para a porta 5500 da estação do técnico Ciclano que tem o IP estático 10.1.1.6.

Este processo não é padrão, pois cada tipo de equipamento trabalha com um método de configuração diferente, sendo os mais completos e ao mesmo tempo os mais complexos os servidores de Firewall, encontrados nos sistemas operacionais Linux e Windows.


A todos o meu singelo agradecimento.

Gostou do Blog, então deixe o seu comentário.
Quer sugerir algum assunto? Notou algo que não confere com o assunto?
Mande sua opinião, sugestão ou reclamação. Contato DomínioTXT.

Deixe seu comentário...