Mitos e verdades sobre as baterias [Informação]

DominioTXT - Baterias
Mitos e verdades sobre as baterias.

Bem vindos ao Blog DomínioTXT.

É muito comum hoje adquirir-mos um equipamento pertencente a linha dos portáteis, e que este dependa de uma bateria para se manter ativo, porem sempre surgem duvidas sobre quais as maneiras corretas de proceder com relação ao mesmo, tais como período recomendado da primeira e demais recargas, modos de prolongar a vida útil da mesma e ate processos ariscados utilizados para “reviver” uma bateria desgastada.

Hoje vamos desvendar os mistérios por traz das unidades de armazenamento de energia, ou baterias caso tenha preferência.



Para que possamos tratar este assunto de uma forma mais explicativa, vamos primeiramente abordar os três tipos de componentes presentes ainda hoje no mercado, e que são empregados na maioria dos equipamentos. Na sequencia daremos inicio as duvidas, especulações e fatores técnicos que seria o nossa conclusão sobre cada um.




Tipos de Baterias.


Níquel e Cádmio (NiCd).
Esta na verdade é o segundo modelo de bateria recarregável criado, sendo seu antecessor a bateria de “Acumulador de Chumbo”, sua substancia eletrolítica é uma solução de Hidróxido de Potássio ou KOH.
Este componente costuma ser mais barato, porem tem uma capacidade de armazenamento menor, é mais prejudicial a saúde e pode sofrer de um defeito chamado “efeito memoria”. Por se tratar de um modelo mais antigo e não possuir uma boa capacidade de armazenamento, hoje não é mais tão utilizada.
Para este tipo de bateria é recomendado períodos de recargas completos.


Níquel Metal Hidreto (NiMH).

O modelo de bateria de NiMH é muito mais eficiente quando comparado ao de NiCd, pois pode armazenar de 50% até 100% mais capacidade energética que a anterior. Este modelo de bateria não possui em sua composição metais tóxicos, o que a torna uma amiga do meio ambiente, a mesma quase não sofre com o “efeito memoria”, porem possui uma vida útil menor que do modelo anterior, ja que perde cerca de 10% da sua capacidade nas primeiras 24h e sequencialmente a cada mês, atualmente ainda pode ser encontrada em equipamentos mais antigos.
Para este tipo de bateria é recomendado períodos constantes de recarga alternada, evitando a descarga total do equipamento.


Íons de Lítio (Li-ion).
Este é o modelo atual utilizado na maioria dos equipamentos que dependam parcialmente ou integralmente de uma fonte de energia continua. Possui uma maior capacidade de armazenamento do que a apresentada pelo modelo de NiMH, sendo estimado o seu potencial como o maior disponível no mercado.
Leva mais tempo para ser consumida, de maneira que a mesma pode passar mais tempo longe das tomadas e carregadores de alimentação, a mesma também dispensa os períodos de recargas completas pois pode ser parcialmente recarregada já que não faz uso do sistema de memoria de energia.
Tome muito cuidado com esta bateria pois devido a sua alta potencia, danos ao componente ou exposição a altas temperaturas, podem causar reações adversão o que incluem inicio de incêndio e ate mesmo a explosão do componente.




DominioTXt - Baterias


A primeira recarga.


Este é um dos principais mitos que foram criados em torno deste componente, a necessidade da primeira recarga durar o dobro do tempo que uma recarga normal levaria, porem este fator não tem nenhuma comprovação técnica que possa ser atribuído como a causa na baixa durabilidade, ou mesmo de um ótimo desempenho quando seguido a risca.
 

Algumas empresas do ramo apontam que o surgimento deste mito veio junto com a segunda geração de baterias recarregáveis do tipo NiCd, devido as mesmas trabalharem com o sistema de “efeito memoria”, algo que tornava a recarga completa dos equipamento necessária, pois casos contrario o mesmo poderia perder sua durabilidade.
 

Com o passar do tempo este conselho continuaria a ser emitido pelos usuários mais antigos de portáteis, como uma forma de aviso aos novos usuários, já que os mesmos foram instruídos a procederem desta forma, porem com os componentes utilizados nas baterias atuais de Li-ion esta função se tornaria totalmente obsoleta já que a mesma não possui o “efeito memoria”, sendo indicado pelo próprio fabricante remover o equipamento assim que apresentar a mensagem de “carga completa”.

Bateria Vicia.


Tecnicamente não. O que acontecia com este componente é que a sua segunda geração possuía um sistema de controle de carga chamado “efeito memoria” que estava presente nas baterias do tipo NiCd, que consiste basicamente em marcar o ponto inicial da carga e o ponto final, que é onde o mesmo se encontra completamente carregado.

Com este método de medição, quando se iniciasse o processo de recarga com a bateria em 30% da sua capacidade total, o sistema reconheceria e utilizaria apenas os 70% restante, algo que momentaneamente não geraria problemas, porem a longo prazo faria com que o sistema passa-se a reconhecer este valor como sendo a referencia a 100% da vida útil do equipamento, tornando inutilizável cerca de 30% da capacidade total do componente.

Este problema ocorria nas baterias desta geração devido a função “efeito memoria” que ficou popularmente conhecido como “vicio da bateria”, algo que hoje não existe mais, pois as baterias utilizadas nos novos portáteis são de Li-ion, componente este que pode ser recarregado a qualquer momento sem apresentar disfunção quanto a capacidade de carga total.
 

Longos períodos carregando.


Você que deixa o celular, notebook ou qualquer outro equipamento carregando durante longos períodos como os intervalos dos pernoites, fique sabendo que não existe nenhum constatação técnica de que haja uma diminuição de vida útil ou mesmo de durabilidade da bateria quando exposta a estas citações.

O que ocorre é que quando o equipamento encontra-se carregado, ou com a carga completa, o mesmo continua a se alimentar da fonte de energia, gerando assim um consumo desnecessário de eletricidade, algo que se somado durante um mês pode chegar aproximadamente ao consumo de uma lâmpada de 15w,agora imagine este consumo multiplicado por todos os equipamentos portáteis que possui em sua residência?

Porem o mais recomendado nestas situações é efetuar a remoção do equipamento assim que ele apresentar a informação que esta devidamente “Carregado”, pois como todos sabem a rede elétrica se trata de uma corrente alternada, e portanto pode apresentar picos de alta e baixa tensão, e esta variação é uma das principais causas de danos aos portáteis, que ficam suscetíveis a esta variação de rede quando conectados a uma fonte de energia.




DominioTXT - Recaregar Bateria


Bateria de Notebooks.


Muitas pessoas acreditam que havendo uma fonte de energia próxima a bateria do equipamento se torna desnecessária e portanto deve ser removida para preservar a integridade do componente, ou mesmo para evitar que vicie ao ficar em contato com a rede elétrica.

Novamente informamos que Baterias de Li-ion, não viciam.

Neste casos o recomendado é utilizar o componente sempre acoplado ao equipamento, pois a função da bateria não se restringe unicamente a alimentação alternativa do mesmo, ela também age como um nobreak, evitando desligamentos repentino quando houver uma queda na rede ou regulando a tensão de entrada de energia no equipamento.

Portanto não existe necessidade de remover a bateria do notebook, porem havendo realmente esta intenção, o recomendado é que seja sempre armazenada com a metade da sua capacidade de carga total, e em local seco e protegido do calor, com isso evitando o desgaste do componente.


Reset de bateria.


Existem tutoriais na Internet que informam maneiras de recuperar um componente viciado, efetuando uma espécie de Reset de bateria ou popularmente falando uma Ressuscitação de bateria morta.

Novamente salientamos que Baterias de Li-ion, não viciam.

A maioria destes manuais são efetuados e apresentados por pessoas sem a mínima qualificação profissional, são feitos na maioria das vezes por cientistas de fundo de quintal, que se quer possuem equipamentos de segurança recomendado para este tipo de teste.

Não recomendamos nenhuma destas técnicas, pois alem de não surtirem efeito positivo algum sobre a bateria, ela acaba expondo o componente justamente ao que não é recomendado, que seriam baixas temperaturas, calor em excesso, abrir o componente e ate mesmo efetuar ligações entre os dois polos da bateria.

Como todo e qualquer componente eletrónico a mesma possui uma vida útil e deve ser corretamente substituída e descartada quando seu desempenho não for mais satisfatório.

Lembrando que baterias possuem em seu interior um liquido altamente inflamável e que quando exposta a citações agressivas podem explodir, ferindo todos que estejam próximos a elas.


A todos o meu singelo agradecimento.


Gostou do Blog, então deixe o seu comentário.
Quer sugerir algum assunto? Notou algo que não confere com o assunto?
Mande sua opinião, sugestão ou reclamação. Contato DomínioTXT.

Fonte: STA


Deixe seu comentário...