Certificação e Velocidade dos Cabos de rede [Informação]



Certificação e Velocidade dos Cabos de rede.

Bem vindos ao Blog DomínioTXT.

Velocidade é tudo. Antigamente se aguardavam horas para efetuar uma consulta em um
DominioTXT - Rede
caixa eletrónico, isso quando o mesmo não ficava fora de operação devido a sobre carga gerada pelos dados que estavam em tráfego na rede simultaneamente, ocasionando um verdadeiro congestionamento de informações cibernéticas e deixando usuários de uma região um tanto desconfortáveis.
Com o avanço da tecnologia, padrões de cabeamento e cabos foram surgindo, e com isso diminuindo aos poucos ruídos e demais interferências na rede que eram e são os principais causadores das perdas de pacotes nas transmissões.

Hoje o assunto é Certificação e Velocidade dos cabos de rede, e quando ou onde aplicar dada um deles.


Primeiramente intenda que o tipo de cabo usado não é determinante na velocidade de navegação na Internet, pois este fator é medido e submetido a diferentes condições de funcionamento, o que ocasionam uma serie de outras condições e que tem como resultado a velocidade de navegação que chega até sua residência.
O nosso artigo se aplica ao seu ambiente de LAN ou Rede de Área Local, mais especificamente a sua residência ou empresa sendo elas de pequeno ou grande porte. Dentro destes ambientes é comum que as estações efetuem trocas de pacotes, algumas vezes mais intensos e na maioria dos casos pacotes mais curtos.



Nos ambientes de redes que estão em funcionamento hoje podemos encontrar os quatro cabos de transferência de pacotes, nomeados de Cat5, Cat5e e Cat6.

Cat5 o primeiro e mais antigo.


Normalmente utilizado em redes domesticas de Internet. Tem uma tacha de transferência que varia de 10Mbps a 100Mbps, e trabalha em distancias de ate 100 metros com a frequência de 100Mhz . Ele é compatível com as redes antigas e com as mais novas, e em distancias menores é possível atingir picos de transferência de até 1Gbps.

DominioTXT - Cabo


Aspetos físicos. 
È o mais barato entre eles, normalmente é disponibilizado na cor azul, possui 4 pares trançados que totalizam 8 ligamentos independentes. Apresenta a inscrição na lateral que indica seu nível de certificação especificado pela sigla “CAT.5” e informações referente o orégão certificador que efetuou a validação.

CAT5e menos interferência, mais velocidade.


Considerado a o correto na aplicação de redes de pequenas corporações. Possuem uma tacha de transferência maior que seu antecessor, o que permite a ele atingir a velocidade de 1000Mbps ou 1Gbps, e também trabalha em distancias de até 100 metros com a mesma frequência que sua versão anterior, 100Mhz. Foi desenvolvido para atender a revisão da norma EIA/TIA-568-B.

Aspetos físicos.
É um cabo que possuem um valor intermediário sendo até 30% mais caro que sua versão anterior. Normalmente disponibilizado nas cores amarela e cinza e frequentemente acompanha equipamentos do tipo modem roteador cedidos pelas operadoras de telefonia, possui seus 4 pares trancados com uma espessura maior que o anterior e um revestimento mais rígido, impossibilitando a dobra do cabo, o que casualmente abarcaria danificando o mesmo. Também apresenta uma inscrição na lateral que especifica seu nível de certificação e órgão certificador, sua sigla é “CAT5e”.

CAT6 velocidade e estabilidade.


O uso deste cabo é obrigatário em grandes corporações onde a transferência de pacotes se mantém intensa por boa parte do tempo, isso se da devido a existência de servidores que rodam aplicações de uso particular, ou até mesmo efetuando Cache de rede. Sua tacha de transferência beira os 10,000Mbps ou 10Gbps se preferir, e tem uma frequência de operação de até 250Mhz. Definido pela norma ANSI EIA/TIA-568-B-2.1 possui bitola 24 AWG e é o único entre os três que pode operar em redes gigabit ethernet a velocidade de 1Gbps.

DominioTXT - Cabo CAT6


Aspetos físicos.
Este cabo se destaca por ser o mais caro entre os três, chegando a custar até o dobro do seu antecessor, é encontrado normalmente na cor azul. O cabo Cat6 possui os seus 4 pares trançados revestidos e alocados em pares, com uma fina malha de alumínio para cada dois filamentos, um espaça-dor central de plástico em formato de crus que divide-os em 4 grupos, e seu revestimento em muitos casos possui a mesma malha presente no CAT5e, é um tipo de cabo extremamente resistente devido a sua rigidez.No Brasil é muito usado em grandes eventos voltado ao publico da tecnologia da informação.

Empregando todo o conhecimento adquirido podemos constatar que para redes domesticas e de pequenas empresas o cabo CAT5 tem uma relação custo beneficio melhor que os demais, mesmo não sendo indicado pela TIA/EIA ele ainda garante uma considerável tacha de transferência. O CAT5e só deve ser utilizado em grandes corporações as quais se tenha um valor mínimo de usuários superior a 100 usuários, e que a mesma disponha de aplicações hospedadas em servidores internos, considerando que suas condições sejam incompatíveis as mencionadas o uso deste cabo acaba se tornando um desperdício de recursos.

Quanto ao CAT6 por se tratar de um cabo operar com grandes transferências de pacotes e possuir um custo de aplicação muito alto, acredito que o único emprego para este seria em grandes complexos, em que haja um fluxo muito intenso de pacotes transitando pela rede em tempo integral.

Atenção!

Gostaríamos de ressaltar que as cores das malhas que revestem os cabos não possuem conotação alguma com a velocidade ou tipo de certificação a que se refere o cabo, a mesma foi utilizada única e exclusivamente como formas de exemplo, e que é possível encontrar cabos com as mais diversas cores e com qualquer uma das três certificações mencionadas neste artigo.


A todos o meu singelo agradecimento.

Gostou do Blog, então deixe o seu comentário.
Quer sugerir algum assunto? Notou algo que não confere com o assunto?
Mande sua opinião, sugestão ou reclamação. Contato DomínioTXT.


Fonte: Wikipedia

Deixe seu comentário...